Prevalência da Doença Negligenciada Tracoma é Reduzida após Campanha de Saúde entre Escolares do Espírito Santo

Déborah Dellabianca Bento, Amanda Cavalcante Lozer, Carolynne Ferreira Machado, Ingred Vieira Barcelos Thuler, Carolina Márcia Jadijisky Tonani, Mariana Pessôa Zucchi, Adenilton Pedro Cruzeiro, Renata Vicente da Penha, Karine Lourenzone de Araújo Dasilio, Marcela Segatto do Carmo, Vinícius Santana Nunes

Resumo


Tracoma é uma doença negligenciada originada por uma infecção causada pela bactéria Chlamydia trachomatis. Essa doença é a principal causa infecciosa de cegueira em nível mundial e compõe o grupo de doenças relacionadas à pobreza, com incidência significativa no Espírito Santo. No Estado, a Secretaria Estadual de Saúde em conjunto com o Ministério da Saúde, realizou um projeto relacionado à formação em serviço da saúde, com uma proposta para atuar com o tracoma, envolvendo a participação de estudantes de graduação de Medicina e Enfermagem. O objetivo do trabalho foi mostrar a influência de uma Campanha de Saúde na redução da prevalência da doença infecciosa negligenciada Tracoma, em municípios do interior do Estado do Espírito Santo. Após aprovação do Comitê de ética, foi efetuado um estudo epidemiológico que teve como base os inquéritos realizados nas escolas públicas do estado nos anos 2012 e 2016. Os resultados do trabalho demostraram a prevalência do tracoma, nos municípios de Pinheiros, Itapemirim, Santa Leopoldina, Mucurici, Montanha, Brejetuba, Ponto Belo e Marechal Floriano. Dentre os estudantes examinados, o total de 12.979 em 2012, foi observado uma prevalência de 16%. E no ano de 2016, constatou-se a redução do número de casos positivos e uma baixa prevalência de 2%, entre 7.618 escolares examinados. Contudo, esses dados demonstram uma diminuição na prevalência da doença após campanha de saúde nessas cidades, a partir de casos relatados pelo programa da Secretaria de Saúde, voltado para detectar e tratar essas infecções, que permitiram treinamento eficiente em serviço, o que é uma influência adicional para a erradicação do Tracoma como causa da cegueira no Espírito Santo.

Palavras-chave: Doença negligenciada; Tracoma; Educação em Saúde; Prevenção e controle.



Prevalence of Neglected Disease Tracoma is Reduced After Health Campaign Between Schools of Espírito Santo.


Abstract

The neglected disease Trachoma is caused by Chlamydia trachomatis bacteria, which is the main infection causing blindness in worldwide and also it is in the group of diseases related to poverty. In Espirito Santo State, both the Secretary of Health and the Ministry of Health, conducted the health training project, a purpose to combat the treatment with a participation of undergraduates in Medicine and Nursing. The aim of this study was to show a trachoma disease in cities from Espirito Santo state. Upon the Secretary of Health approval, was performed an ecological study that was based on the realized surveys in Public Schools. Here, the results was evidenced the prevalence of inflammatory Trachoma in the cities Pinheiros, Itapemirim, Santa Leopoldina, Mucurici, Montanha, Brejetuba, Ponto Belo and Marechal Floriano in Espirito Santo State, in both 2012 and 2016 years. Among the 12,979 examined schoolchildren in 2012, was observed the prevalence of 16%. And in 2016, it was possible to verify the reduction in this prevalence that was 2%, between the 7,618 examined students. Then, these data demonstrate a decrease in prevalence of this disease after health campaign in all these cities, from cases reported from Secretary of Health program focused to detect and to treat these infections that allowed efficient training in service, which is an additional influence for the eradication of Trachoma as a blindness cause in Espirito Santo State.

 

Key-words: Neglected disease, Trachoma, Health education, Prevention and control. 


Texto completo:

PDF

Referências


LUNA, E. J. A; MEDINA, N. H; OLIVEIRA, M. B. Epidemiological surveillance of trachoma in the State of São Paulo. Arq. Bras. Oftalmol.; 50(2):70-9. 1987.

LUNA, E. J; MEDINA, N. H; OLIVEIRA, M. B; BARROS, O. M; VRANJAC, A; MELLES, H. H, Epidemiology of trachoma in Bebedouro State of São Paulo, Brazil: prevalence and risk factors. Int J Epidemiol.; 21(1):169-77. 1992.

MACHADO, M. de O. et al. Prevalência de infecção por Chlamydia tracomatis em amostras oculares de pacientes com conjuntivite em laboratório de genética e biologia molecular na região metropolitana de Florianópolis. Rev. Bras. Oftalmol. v.68 no.4 - Rio de Janeiro: 2009.

MARIOTTI, S. P; PRÜSS, A. The SAFE strategy: Preventing Trachoma – A guide for environmental sanitation and improved hygiene. Genebra: WHO; 2001. 36 p.

MINISTÉRIO DA SAÚDE, 2015. Plano integrado de ações estratégicas de eliminação da hanseníase, filariose, esquistossomose e oncocercose como problema de saúde pública, tracoma como causa de cegueira e controle das geohelmintíases: plano de ação 2011-2015. Secretaria de Vigilância em Saúde. Brasília, Brasil.

SCHELLINI, S. A. et al. Tracoma: ainda uma importante causa de cegueira. Rev. Bras. Oftalmol. Rio de janeiro: v.71 n.3, 2012

SFALSIN, E. Fluxograma do Tracoma no Espírito Santo. Secretaria de Estado da Saúde. 2015.

THYLEFORS, B; DAWSON, C. R; JONES, BR; WEST, S. K; TAYLOR, H. R. A simple system for the assessment of trachoma and its complications. Bull World Health Org.;65(4):477-83.1987.

WHO . Health education: theoreti- cal concepts, effective strategies and core competencies – A foun- dation document t guide capacity development of health educa- tors. Genebra: World Health Organization; 2012. 82p.

WHO. World Health Organization. Alliance for the Global Elimination of Blinding Trachoma by 2020: report of the 2nd Global Scientific Meeting on Trachoma. Geneva: World Health Organization. 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Multi-Science Research

Journal Multi-Science Research (MSR). e-ISSN: 2595-6590

Rua José Alves, nº 135, Goiabeiras, Vitória, ES (Brasil). CEP: 29.075.080.